Brasileiro de especialistas 2018 premia os melhores ginásticas (13/08/18)

--Brasileiro de especialistas 2018 premia os melhores ginásticas (13/08/18)

Brasileiro de especialistas 2018 premia os melhores ginásticas (13/08/18)

2018-08-31T22:39:47-03:00Categorias: Memória|Etiquetas: , |Nenhum Comentário

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Especialistas por aparelho, CBG | Arena Santos, Santos, SP | Confederacao Brasileira de Ginastica | Foto: RicardoBufolin/CBG

Alguns dos principais nomes da ginástica brasileira confirmaram favoritismo e venceram suas provas no Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística Especialistas 2018. Na manhã deste domingo (19), na Arena Santos (SP), foi encerrada a competição que teve como grande destaque o duas vezes medalhista olímpico Arthur Zanetti. Além de vencer nas argolas, aparelho em que já conquistou um ouro e uma prata nas Olimpíadas, ele também ganhou no solo e ficou em terceiro no salto.

Entre as mulheres, o que chamou a atenção foram vitórias das mais novas, uma mostra da renovação da modalidade.

“Como todo atleta, quero ganhar tudo o que disputo, mas nem sempre dá certo. No primeiro salto, errei algo que faço bem e não deu. Mesmo assim, fui terceiro. Nas argolas fui bem, assim como no solo e participar de vários aparelhos é meu objetivo para ajudar meu clube e a seleção. Eu indo bem no solo e no salto com certeza ajuda a equipe a ficar mais forte”, disse Zanetti.

Outro destaque entre os homens foi Francisco Barretto. No sábado (18), ele ajudou o Pinheiros a levar o título masculino do Brasileiro por equipes e ainda se sagrou o grande campeão do individual geral em 2018. No domingo (19), conquistou a medalha de ouro na barra fixa.

“É muito bom levar mais um título para casa, pois na ginástica a gente não tem certeza de nada. Por mais que se treine, basta um escorregão da mão e acabou tudo. Na ginástica, não basta ter força e foco. O mais importante é ter disciplina para treinar”, afirmou Chico.

Entre as mulheres, foram quatro vencedoras diferentes nos quatro aparelhos. Jade Barbosa ganhou nas paralelas assimétricas; Isabelle Cruz, no salto, Flávia Saraiva, na trave, e Thais Fidelis levou a medalha de ouro no solo. Enquanto Jade já é uma ginasta experiente, as três últimas ainda são consideradas promessas do esporte nacional.

Jade, Isabelle e Flávia são atletas do Flamengo, campeão nacional. Thais é do Cegin, do Paraná.

“Estou contente pela vitória nas paralelas (assimétricas), pois esta competição de especialistas serviu para avaliar minha nova série. Como mostrou o resultado, foi melhor do que eu esperava. E também me empolga a renovação da ginástica, pois a gente vê novos talentos chegando”, disse Jade.

Medalha de ouro na trave, Flávia Saraiva, 18 anos, também ficou em segundo lugar no solo e já faz planos para o futuro.

“Estou me preparando para a Olimpíada de Tóquio e essa convivência com as mais experientes ajuda, pois a gente aprende com elas. A medalha de ouro na trave é consequência do trabalho e é muito bom e gratificante quando tudo o que a gente treinou dá certo na hora da competição.”

Isabelle Cruz, de 21 anos, ganhou o ouro no salto ao superar a experiente e vitoriosa Daniele Hypolito, que ficou em segundo.

“Os resultados mostraram que a nova geração está preparada para defender o Brasil e nossos clubes. Claro, que com o apoio das mais velhas, que sempre nos ajudam, dão uma tremenda força para a gente, como por exemplo a Jade, que me auxilia muito mesmo. Ela é uma amiga que sempre pensa em ajudar. Na ginástica somos todas amigas e torcemos para fazer o melhor sempre”, disse.

Thais Fidelis, de 17 anos, foi toda elogios à participação da torcida que marcou muito boa presença na Arena Santos.

“É muito legal quando os torcedores participam como fizeram na minha apresentação no solo. A gente sente isso e é meio que empurrada pelas palmas que acabam contagiando quem está se apresentando. Eles dão mais confiança para as ginastas e isso tira um pouco do peso e da nossa responsabilidade.”

Resultados do Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística Especialistas

Argolas (masculino)

1 – Arthur Zanetti (Serc/Santa Maria), 15.350 pontos
2 – Caio Costa (São Bernardo), 14.000
3 – Gabriel Barbosa (Minas Tênis Clube), 13.600
4 – Lucas Bitencourt (Minas Tênis Clube), 13.275
5 – Felipe Ferreira (Minas Tênis Clube), 12.975
6 – Guilherme Oliveira (Pinheiros), 12.450

Cavalo com alça (masculino)

1 – Felipe Ferreira (Minas Tênis Clube), 13.875 pontos
2 – Francisco Barretto (Pinheiros), 13.550
3 – Johnny Oshiro (Serc/Santa Maria), 12.975
4 – Gabriel Barbosa (Minas Tênis Clube), 12.525
5 – Lucas Bitencourt (Minas Tênis Clube), 11.250
6 – Ygor Reis (São Bernardo), 10.625

Solo (masculino)

1 – Arthur Zanetti, (Serc/Santa Maria), 14.550 pontos
2 – Luís Porto (Grêmio Náutico União), 13.975
3 – Renato Oliveira (Pinheiros), 13.900
4 – Bernardo Andrade (Minas Tênis Clube), 12.950
5 – Arthur Nory (Pinheiros), 12.875
6 – Caio Souza (São Bernardo), 12.725

Salto (masculino)

1 – Caio Souza (São Bernardo), 14.225 pontos
2 – Arthur Nory (Pinheiros), 13.950
3 – Arthur Zanetti (Serc/Santa Maria), 13.663
4 – Luís Porto (Grêmio Náutico União), 13.450
5 – Renato Oliveira (Pinheiros), 12.525
6 – Lucas Gonçalves (Grêmio Náutico União), 7.263

Paralelas (masculino)

1 – Péricles da Silva (Pinheiros), 14.050 pontos
2 – Leonardo de Souza (Minas Tênis Clube), 13.800
3 – Lucas Bitencourt (Minas Tênis Clube), 13.775
4 – Luís Porto (Grêmio Náutico União), 13.575
5 – Johnny Oshiro (Serc/Santa Maria), 13.425
6 – Francisco Barreto (Pinheiros), 10.625

Barra fixa (masculino)

1 – Francisco Barreto (Pinheiros), 14.600 pontos
2 – Lucas Bitencourt (Minas Tênis Clube), 14.150
3 – Leonardo de Souza (Minas Tênis Clube), 13.450
4 – Rankiel Neves (Minas Tênis Clube), 13.400
5 – Felipe Ferreira (Minas Tênis Clube), 13.350
6 – Renato Oliveira (Pinheiros), 13.150

Salto (feminino)

1 – Isabelle Cruz (Flamengo), 13.800 pontos
2 – Daniele Hypólito (São Bernardo), 13.725
3 – Letícia Costa (Fluminense), 13.500
4 – Ana Júlia Reis (Cegin), 13.150
5 – Beatriz Santos (Flamengo), 6.700
6 – Thayse Silva (Grêmio Náutico União), 6.575

Paralelas assimétricas (feminino)

1 – Jade Barbosa (Flamengo), 13.200 pontos
2 – Amanda Paulino (São Bernardo), 12.650
3 – Carolyne Pedro (Cegin), 12.600
4 – Luiza Domingues (Cegin), 12.450
5 – Julia Soares (Cegin), 12.350
6 – Luisa Kirchmayer (Flamengo), 11.400

Solo (feminino)

1 – Thais Fidelis (Cegin), 13.750 pontos
2 – Flávia Saraiva (Flamengo), 13.500
3 – Ana Luísa Lima (Cegin), 13.150
4 – Daniele Hypólito (São Bernardo), 13.100
5 – Julia Soares (Cegin), 13.000
6 – Luiza Domingues (Cegin), 11.550

Trave (feminino)

1 – Flávia Saraiva (Flamengo), 14.300 pontos
2 – Jade Barbosa (Flamengo), 13.150
3 – Julia Soares (Cegin), 12.250
4 – Thais Fidelis (Cegin), 12.000
5 – Daniele Hypólito (São Bernardo), 11.100
6 – Luisa Kirchmayer (Flamengo), 10.050

 

Fonte: http://www.cbginastica.com.br/noticia/1149/brasileiro-especialistas-2018-premia-os-melhores-ginastas-em-cada-um-dos-aparelhos

Faça um comentário